casa sustentável

A cada ano, a casa sustentável está se tornando cada vez mais popular. Pensar em nosso planeta e tentar preservar nosso meio ambiente é de extrema importância, por isso muitos especialistas estão surgindo com novas maneiras de preservá-los.

O ponto de partida para fazer a diferença está na nossa própria casa e nas boas práticas e decisões que fazemos. No entanto, isso não significa apenas fazer algumas pequenas mudanças, a fim de conservar mais energia e água. Em vez disso, toda a estrutura de um edifício ou casa precisa mudar; ou seja, precisa se tornar mais ecológica para ajudar a preservar o meio ambiente. 

Pensando nisso separamos as principais tendências de construção para casa sustentável. Confira! 

1. Resiliência

Nos últimos dois anos, a mudança climática foi muito mais notável e causou alguns desastres importantes. Em todo o mundo, muitas famílias e até cidades foram destruídas devido a catástrofes causadas pela mudança climática. Além disso, esses desastres naturais só devem aumentar em frequência e intensidade no futuro, e é por isso que a tendência de sustentabilidade está sendo substituída por resiliência.

Para evitar que as mudanças climáticas se tornem o inimigo número um do setor de construção, os profissionais estão mudando e aumentando seus padrões. Assim, materiais e designs mais duráveis ​​estão se tornando uma parte importante das construções de casa sustentável, assim como materiais não tóxicos.

Isso ocorre porque se os edifícios que são feitos de materiais tóxicos forem destruídos ou danificados, eles podem poluir muito a água, o ar e o solo. Felizmente, já temos tecnologias e materiais que podem evitar essa poluição, além de casas pré-fabricadas que suportam ventos fortes, materiais de revestimento resistentes ao fogo e sistemas de bateria que preservam certa quantidade de energia elétrica em caso de falta de energia.

Outro motivo pelo qual a resiliência está se tornando tão popular na construção é o prejuízo financeiro. Cada desastre natural e destruição de edifícios é um grande golpe financeiro para o mercado. No entanto, com resiliência, cada centavo extra investido na construção pode resultar em milhares de dólares economizados na recuperação.

Veja como tornar uma casa ecológica através de algumas pequenas mudanças.

2. Eficiência energética

Aumentar a eficiência energética de um edifício não significa apenas simplesmente comprar eletrodomésticos com o selo Energy Star. Não me leve a mal; esses aparelhos estão definitivamente fazendo a diferença, mas hoje as pessoas estão construindo e reformando suas casas de uma forma mais eficiente em termos de energia. Uma vez que edifícios e casas são responsáveis ​​por 70% do uso de energia e uma grande quantidade de emissões de CO2, construtores e proprietários de casas estão colocando mais força na eficiência energética.

Assim, eles estão usando materiais superisolantes para paredes, bem como portas e janelas com baixo consumo de energia, e contam com fontes de energia renováveis no local. Essas fontes de energia renováveis, é claro, incluem painéis solares e baterias que podem reduzir significativamente o consumo de energia de um edifício.

3. Design Biofílico

A natureza pode nos beneficiar, tanto biológica quanto psicologicamente. Infelizmente, nos últimos séculos, os edifícios foram projetados de forma a nos separar da natureza, mas com as tendências de hoje, isso mudou significativamente. O objetivo principal do design biofílico é trazer a natureza e seus elementos de volta para a casa sustentável e edifícios.

De acordo com os profissionais, nosso biorritmo interno pode ser influenciado positivamente pela mudança da dinâmica das sombras e focos de luz nos edifícios durante o dia. Isso pode ser facilmente alcançado fazendo com que os edifícios sigam e capturem o movimento do sol usando janelas, padrões e outros detalhes arquitetônicos.

4. Arquitetura passiva

O ambiente interno de uma casa passiva é alimentado por elementos externos que a natureza forneceu, minimizando assim o consumo de energia. Orientando logicamente a edificação no local ao invés de um projeto que utiliza tecnologias como ar-condicionado e iluminação elétrica, inclui radiação solar, variações de pressão do ar e temperaturas externas e o vento que flui pela natureza como forma eficiente de ventilação para mínimo ou nenhum uso de dispositivos modernos.

Casas passivas ajudarão a restringir a perda de calor no inverno e reduzir os aumentos de calor no verão com a ajuda de elementos arquitetônicos como dispositivos de proteção solar e paredes laterais. O design passivo pode abrir novas possibilidades para alcançar uma construção de baixo custo na sua casa sustentável.

5. Arquitetura vernácula

Projetar uma construção com base nos sistemas construtivos nativos é benéfico além da preservação do aspecto cultural do local. A arquitetura vernácula enfatiza a utilização de materiais ao alcance do local, o que, por sua vez, reduz os custos de transporte e reduz a chance de escassez de materiais.

6. Inovação

Este ano e os próximos serão um período de grandes inovações na construção. Como precisamos de edifícios e residências melhores, mais resilientes e sustentáveis, é seguro esperar que este ano combine projetos altamente adaptáveis ​​com avanços tecnológicos. Isso abrirá muitas soluções novas quando se trata de construção. Duas dessas soluções incluem residências totalmente elétricas e automação residencial.

Em uma casa sustentável totalmente elétrica, o gás é completamente substituído por eletricidade. Isso nos permitirá usar cooktops de indução em vez de fogões a gás, aquecedores de água com bomba de calor em vez de a gás e aquecimento e resfriamento radiante em vez de fornos a gás. Isso pode levar a grandes melhorias no uso de energia, uma vez que existem várias formas de reciclar e preservar a energia elétrica por meio da energia solar e hídrica.

Por outro lado, a automação residencial nos ajudará a nos conectar com nossas casas com mais facilidade. A chamada “Internet das Coisas” nos permite criar casas inteligentes e conectar todos os nossos dispositivos, permitindo que eles interajam uns com os outros. 

Casas inteligentes se tornaram uma norma em construções sustentáveis ​​e as pessoas estão se acostumando com o fato de que podem ligar suas máquinas de café ou pré-aquecer seus fornos enquanto voltam para casa.

Dispositivos inteligentes inovadores para monitoramento residencial, sistemas HVAC, iluminação, aquecimento e até mesmo dispositivos como fornos, lavadoras e geladeiras tornarão nossas vidas muito mais fáceis.

Leia nosso artigo com inspirações, ideias e exemplos de casas ecológicas sustentáveis

7. Construção em pequena escala

A escassez de terras e as áreas de alta densidade estão reduzindo a importância de grandes mansões e estruturas. Uma casa reduziu-se às suas necessidades básicas com mais importância dada à sua funcionalidade e espaços abertos. Com móveis embutidos e dobráveis, uma casa inteira pode caber em um cômodo.

8. Vegetação Nativa

Utilizar a vegetação que existe dentro da área e projetar organicamente com o local ajuda a vivenciar o espaço enquanto preserva a natureza ao mesmo tempo. Plantar árvores e arbustos não nativos do local apenas por sua beleza não é uma prática sustentável e requer manutenção desnecessária, sendo difícil prosperar no novo ambiente.

9. Elimine materiais nocivos

Nem é preciso dizer que uma casa deve ser saudável, mas esse não é o caso se a estrutura da casa for tóxica. Acontece que as casas verdes e ecológicas não são apenas ecológicas, mas também trazem muitos benefícios para a nossa saúde. Muitos estudos mostram que se uma casa ou prédio é verde, as pessoas que moram ou trabalham lá se beneficiam muito, tanto mental quanto fisicamente.

Para tornar sua casa ou prédio mais verde, você deve utilizar a luz natural tanto quanto possível, melhorar a qualidade do ar interno e usar materiais ecológicos. Isso não só contribuirá para a sua saúde, mas também aumentará a produtividade e os níveis gerais de felicidade. Portanto, considere o uso de purificadores de ar e tintas e materiais de baixo ou zero VOC para preservar sua saúde. Além disso, ter um excelente sistema de ventilação irá ajudá-lo a manter o ar interior limpo e fresco, eliminando todos os elementos nocivos dele.

10. Design intuitivo

O espaço aberto ao redor de uma construção ou casa sustentável é crucial para trazer sustentabilidade ao edifício. Os espaços públicos funcionam como um espaço para respirar em meio às construções. Fornecer uma ampla variedade de parques ao redor das áreas construídas ajuda a reduzir a pegada de carbono do local, juntamente com um estilo de vida aprimorado da paisagem verde.

11. Paisagismo Sustentável

Hoje, ser verde e sustentável não se limita apenas ao interior. Há alguns anos, ter um gramado perfeito era o ideal, mas este ano, tente trazer plantas nativas e de baixa manutenção para o seu quintal. Com essas plantas, arbustos e árvores tolerantes à seca, você pode economizar bastante água e evitar o uso de pesticidas e fertilizantes, ao mesmo tempo que apoia a vida selvagem local.

12. Construção pré-fabricada

A construção pré-fabricada é uma abordagem engenhosa com a fabricação industrial de elementos de construção que podem se encaixar no local e economiza tempo e dinheiro sem comprometer a estabilidade estrutural.

Esse tipo de casa sustentável é construída em local externo. Construir fora do local torna o processo de produção mais eficiente do que construir diretamente no seu lote. A construção modular é um tipo de caixa pré-fabricada construída sobre módulos repetidos, que se tornou cada vez mais popular na modernidade.

13. Reutilização adaptativa

A reutilização adaptativa refere-se à modificação de um edifício existente de acordo com os requisitos atuais e à remodelação com a adição de novas funções. A reutilização de vários edifícios históricos é uma ótima maneira de trazer propósito a um edifício, que de outra forma se deterioraria ou deixaria de ser usado. Pode até trazer uma nova vida à estrutura existente e entregar um significado alternativo sem comprometer seu significado cultural.

14. Energia líquida zero (Net Zero)

A construção de casas com Net Zero é uma tendência que está disparando rapidamente. Uma casa Net Zero é aquela que produz tanta energia quanto consome. Começa com um envelope de edifício com eficiência energética que inclui sistemas de componentes de aquecimento e ventilação de alta eficiência para ajudar a manter o consumo da casa o mais baixo possível e, em seguida, é alimentado por fontes de energia renováveis ​​como painéis solares no telhado.

Essa casa sustentável é construída de acordo com padrões muito elevados, como estrutura hermética e bem isolada, a fim de produzir as temperaturas mais confortáveis ​​e um ar mais limpo com redução de alérgenos e toxinas.

15. Medidas de conservação de água

A consciência da crise prevista no abastecimento de água doce em muitas regiões do mundo aumentou a preocupação em adotar algumas das seguintes estratégias de conservação de água:

  • Usar mais acessórios que economizam água e vasos sanitários de baixo fluxo
  • Instalação de chuveiros de baixo fluxo
  • Superfícies permeáveis ​​à água e estratégias de gestão de águas pluviais
  • Sistemas de captação de água da chuva
  • Instalação de  telhados verdes
  • Plantio de vegetação nativa e adaptada 

Com essas tendências de construção ecologicamente corretas para casa sustentável, você pode fazer uma grande diferença no mundo e ajudar a preservar o meio ambiente.

Explore, pesquise e decida o que é melhor para sua casa ou qualquer outro projeto de construção e reforma, porque mesmo que inicialmente você tenha que investir um pouco mais, certamente vai trazer muito benefícios para você e para o planeta. 

Veja algumas opções para instalar em casa:

Fonte: https://www.conserve-energy-future.com/trends-eco-friendly-construction.php

Deixe seu e-mail e receba conteúdos exclusivos

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *